2 de jul de 2017


Filha de um engraxate e uma empregada doméstica, a Grande Dama da Ficção Científica nasceu em uma cidade segregacionista da Califórnia, em 1947. Aos 12 anos, assistiu ao filme “A Garota Diabólica de Marte”, que era tão ruim, mas tão ruim, que mudou completamente sua vida. Octavia decidiu que contaria histórias melhores e assim começou sua jornada como escritora. 

A autora precisou lutar contra a pobreza, a dislexia e o racismo para se formar e foi a primeira mulher negra norte-americana a conquistar o sucesso em uma área da literatura dominada por homens: a ficção científica. 

Vencedora de alguns dos maiores prêmios do gênero, incluindo o Hugo, o Nebula e o MacArthur Fellowship, representava em seus livros heroínas negras e explorava temas como raça, empoderamento feminino, divisão de classe, religião e aquecimento global. Em 2010, quatro anos após sua morte, foi inserida no Hall da Fama da Ficção Científica, em Seattle.

Sua obra continua tão relevante, que ainda hoje é objeto de estudo e seu trabalho e vida ganharam uma magnifica exposição na The Huntington Library, na Califórnia. 

“Kindred”, uma de suas obras mais importantes, será finalmente publicada pela primeira vez no Brasil pela Editora Morro Branco no segundo semestre.



Fonte: Editora Morro Branco

Deixe sua crítica, elogio enfim, compartilhe suas idéias e opiniões, para que assim, surjam novos questionamentos. Obrigado pela visita!

Portal Leitura Obrigatória - Informação Gerando Conhecimento . 2017 Copyright. All rights reserved. Designed by Blogger Template | Free Blogger Templates