8 de dez de 2015

Macri desiste de entrar com recurso contra Venezuela no Mercosul após vitória da oposição

Primeiro-ministro espanhol e União Europeia felicitaram oposicionistas venezuelanos que conquistaram maioria do Congresso com resultado das eleições.

Após derrota histórica do chavismo na Venezuela, o presidente eleito da Argentina, o conservador Maurício Macri, desistiu de pedir a aplicação da cláusula democrática contra Caracas no Mercosul, anunciou a sua nova chanceler, Susana Malcorra, nesta segunda-feira (07/12).

"A cláusula democrática se aplica sobre feitos e o feito era as eleições de ontem. Creio que hoje podemos dizer que as eleições funcionaram dentro do que o marco democrático estabelece", argumentou Malcorra, em entrevista à rádio Mitre.

A declaração de Macri a respeito da possibilidade de a nova administração argentina entrar com recurso contra a Venezuela na próxima reunião no Mercosul — prevista para 21 de dezembro em Assunção (Paraguai) — ocorreu em sua primeira conferência de imprensa após vencer o pleito presidencial, em 23 de novembro.

A partir de 5 de janeiro de 2016, a Assembleia Nacional da Venezuela será completamente diferente. Agora, pelo menos 99 deputados legislarão pela MUD (Mesa da Unidade Democrática, coalizão de partidos opositores) e 46 pelo Grande Polo Patriótico, liderado pelo governista PSUV (Partido Socialista Unido da Venezuela).
Repercussão

Além do posicionamento de Macri, o primeiro-ministro espanhol, Mariano Rajoy, disse que "a liberdade foi conquistada" nas eleições venezuelanas de domingo (06/12). Em seu Twitter oficial, o chefe de governo espanhol também pediu a libertação de líderes opositores, como Leopoldo López.

Nesta manhã, a UE (União Europeia) também declarou que os venezuelanos votaram "pela mudança" e pediu que todos os políticos da nação latino-americana dialoguem e cooperem de modo construtivo para enfrentar os novos desafios.

"O diálogo e a cooperação construtivos fortalecerão as insituições democráticas na Venezuela", afirmou a chanceler do bloco, a italiana Federica Mogherini, em comunicado.

Com a divulgação do resultado oficial, reconhecido pelo presidente da nação, Nicolás Maduro, os mercados do país também se movimentaram. Nesta manhã, o preço dos bonds venezuelanos (papel da dívida em dólares) subiu. Segundo analistas consultados pela Reuters, trata-se de um aceno à vitória da oposição, que permitirá implementar reformas pró-mercado mais facilmente tendo agora maioria no Congresso.

Via - Opera Mundi
  • Comentar com o Gmail
  • Comentar com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Poste seu comentário. Compartilhe suas idéias e opiniões, para que assim, surjam novos questionamentos.

Item Reviewed: Macri desiste de entrar com recurso contra Venezuela no Mercosul após vitória da oposição Rating: 5 Reviewed By: Carlos Silva