1 de ago de 2015

01-08-1993 - O Cruzeiro Real é adotado como nova moeda brasileira

Desde o descobrimento do Brasil, circularam no país vários tipos de unidade monetária, com símbolos, valores e materiais diferentes, desde pequenas conchas, valiosíssimas peças de ouro, às atuais, feitas com materiais menos nobres.

A primeira Casa da Moeda foi criada em 1694, em Salvador. Depois surgiram as de Recife, Rio de Janeiro e Vila Rica, que funcionaram como oficinas monetárias oficiais. Em 1808, foi criado o Banco do Brasil, o primeiro banco da América do Sul. Dois anos depois, foram emitidos os primeiros bilhetes do banco, antepassados das cédulas atuais.

Na segunda metade do século XIX, após a Independência, o Brasil entrou em fase de progresso econômico. Nesse período os bancos das várias cidades foram autorizados a emitir papel-moeda, sendo adotado o múltiplo do real como unidade monetária (plural: réis). Em 1825, foram confeccionadas as primeiras cédulas emitidas pelo Tesouro Nacional, substituídas depois pelas fabricadas na Inglaterra, em 1835, para evitar a falsificação. Com a fundação do novo Banco do Brasil, em 1851, o país voltou a ser o único emissor de moeda, por meio de matriz do Rio de Janeiro e das Caixas filiais de Ouro Preto, São Paulo, Bahia, Pernambuco, Pará, Rio Grande do Sul e Maranhão.

O real foi o padrão da moeda nacional até 1º/11/1942, quando nasceu o cruzeiro (Cr$). Com a inflação, este se desvalorizou cada vez mais. Então foi criada em 13/2/1967 uma unidade transitória chamada cruzeiro novo, equivalente a mil cruzeiros. Em 15/5/1970, o Conselho Monetário Nacional, instituído em 1964, restabeleceu o cruzeiro, mantendo-se a equivalência com o padrão anterior. Novo surto de inflação atingiu a década de 1980, resultando numa série de medidas de estabilização econômica, que, em 28/2/1986, culminou com a instituição de nova moeda, o cruzado (Cz$), cuja unidade valia mil cruzeiros. Em 16/1/1989, outra moeda foi colocada em circulação, em paridade com o dólar: o cruzado novo (NCz$), Em 16/3/1990, o cruzeiro mais uma vez voltou a ser o padrão monetário, equivalendo a um cruzado novo. Em 1º/8/1993, nova reforma monetária instituiu o cruzeiro real (CR$), valendo mil cruzeiros.

Houve outra mudança, em 1º/7/1994, que instituiu o real (R$). Foi a mais complicada mudança de padrão monetário já feita no Brasil, para combater a inflação, pois substituiu todo o dinheiro que se achava em circulação, por determinação do Banco Central.

Como medida preparatória, em fevereiro de 1994, foi criado um indexador, Unidade Real de Valor (URV) que passou a indexar os preços e salários praticados no Brasil. Em 1º. de julho de 1994, o valor da URV foi fixado em paridade com o real. Isto é, um real valia uma URV, que teve seu valor fixado em CR$ 2.750,00. Portanto, um real equivale a 2.750 cruzeiros reais.

O plano econômico funcionou. Hoje o Brasil tem uma moeda estável: o real (plural: reais).

Via - Portal Paulinas

Com Hoje na História
  • Comentar com o Gmail
  • Comentar com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Poste seu comentário. Compartilhe suas idéias e opiniões, para que assim, surjam novos questionamentos.

Item Reviewed: 01-08-1993 - O Cruzeiro Real é adotado como nova moeda brasileira Rating: 5 Reviewed By: Carlos Silva