26 de mar de 2013

capa_bode
O origem do termo “bode expiatório” surgiu no início da era Mosaica, há cerca de mil anos A.C. 



O bode é realmente um bode ( animal). 

O termo “expiatório” não vem da interpretação de “expiar = ver”, e sim, “expiação = redenção”. 

Sendo assim, o bode expiatório é aquele que traz para si a redenção da culpa de um grupo, ou seja, através do seu sacrifício, todos são libertos dos seus pecados. 


Essa prática está descrita nos primeiros livros do Antigo Testamento pois o Senhor instruiu Moisés a fazer inúmeros sacrifícios diferentes; de bois, cordeiros, da primeira colheita de trigo, cada um com seu significado e em particular o sacrifício com o bode, pois com ele retira-se a culpa (pecado) do povo. 

No Cristianismo, o sacrifício de animais terminou porque Jesus Cristo foi o sacrificado a nível supremo. 

João Batista disse ao ver Jesus: “eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo” 1:29. 

No sentido figurado, dá-se o nome de “bode expiatório” àquele que leva a culpa sozinho por algo que não fez (assim como o bode dado em sacrifício descrito no livro do Levítico). 

A humanidade carrega consigo essa herança comportamental e ainda nos dias de hoje, é comum que em diversos grupos sociais e organizacionais, em ambientes familiares, corporativos e políticos, voluntária ou involuntariamente, pessoas se utilizem de um “bode expiatório” para mitigar suas culpas. 

Deixe sua crítica, elogio enfim, compartilhe suas idéias e opiniões, para que assim, surjam novos questionamentos. Obrigado pela visita!

Portal Leitura Obrigatória - Informação Gerando Conhecimento . 2017 Copyright. All rights reserved. Designed by Blogger Template | Free Blogger Templates